Lula

Figuras do Reinado Militar

Durante o regime militar muitos conseguiram destacar-se, seja aqueles que lutaram a favor do regime ou contra o poder.

Várias décadas depois, algumas dessas pessoas continuam em lugar de destaque no cenário nacional, muitos continuam com influência e são eleitos com muitos votos.
Alguns sofreram nas mãos do regime militar, outros lutaram a favor dos militares, porém hoje esses por diplomacia se juntam para fazer apoio político e tantas outras coisas.
Vamos separar essas pessoas em dois grupos: o grupo dos que eram contra e dos que eram a favor, vamos ver também como essas pessoas influenciam o país nos dias de hoje.

Pessoas que eram contra a ditadura militar

Caetano VellozoCaetanoVeloso

Em 1968, o regime militar foi endurecido e demonstrou-se totalmente contra quem não seguia as regras do governo, em resposta Caetano Vellozo compôs a música “É Proibido Proibir”, que foi desclassificado e amplamente vaiado durante o III Festival Internacional da Canção. Em 1969, foi preso pelo regime militar e partiu para exílio político em Londres, onde lançou o disco Caetano Veloso (1971), disco com temática melancólica e com canções compostas em inglês e endereçadas aos que ficaram no Brasil
ATUALIDADE: Hoje é um dos mais importantes e mais influentes músicos do país, e tem certa influência na política.

Lulaimages
Em 1981, foi condenado pela Justiça Militar a três anos e meio de detenção por incitação à desordem coletiva, denuncia ocorrida porque o então presidente sindical Luiz Inácio Lula da Silva liderava a greve dos metalúrgicos em São Paulo.
Porém 22 anos depois o ex líder sindical tomou posse como presidente da República, e ficou no poder durante 8 anos.
ATUALIDADE: Foi o presidente com maior porcentagem de aceitação da história, hoje é considerado um dos políticos mais influentes e de maior sucesso no planeta.

Pessoas que eram a favor do Regime Militar.

Malufpoliticos-vinhos-20120503-18-size-598

Começou a carreira politica no partido ARENA, braço direito e mantedor do regime militar.
Em 13 de maio de 1967 Maluf tornou-se presidente da Caixa Econômica Federal, quando tinha 35 anos. Inovou o organismo que era considerado uma velharia, que apenas oferecia um instrumento de poupança. Necessitando de novos horizontes, Maluf introduziu novidades: a CEF passou a oferecer Talão de cheque, e a disponibilizar em suas agências o pagamento de ISS, IPTU, ICMS, Imposto de Renda, contas de água, luz, gás e telefone. Sendo assim, a Caixa Econômica Federal equilibrou-se em 1967, e apresentou grandes lucros em 1968. Maluf inovou também ao criar o processo de empréstimo para a casa própria. Assim, ao invés de lavrarem-se escrituras no tabelião, fazia-se a escritura particular impressa sem ônus para o tomador. Durante sua gestão abriram-se linhas de poupança com correção monetária que a Caixa Econômica Federal não havia. O órgão centenário, em sua administração, realizou em financiamentos o que não havia feito em um século. Desta maneira, foi nomeado Prefeito do Município de São Paulo.
ATUALIDADE: Hoje continua com extrema influência na política, porém é procurado pela INTERPOL por movimentações ilícitas no sistema financeiro internacional, foi eleito pela ONG Transparência Internacional da Suíça como o exemplo de político a ser combatido.

José Maria Marindownload
Foi vice governador de são Paulo (Vice de Paulo Maluf), chegou a assumir o governo quando Maluf desistiu para se candidatar a deputado. Chegou a ser atleta e jogou no S.P.F.C, onde seu treinador Vicente Feola o aconselhou a estudar, jogou apenas 2 partidas pelo São Paulo e fez apenas 1 gol.
Estudou direito e era um dos braços fortes do ARENA, após o regime militar decaiu e perdeu muita influência na política.
ATUALIDADE: José Maria Marin hoje ocupa o cargo de presidente da CBF, no meio do futebol tem muita influência e muita oposição também, apesar de ter perdido parte do seu poder e prestigio político, no esporte é o braço de ferro da maior instituição de futebol do pais.

Esses são apenas alguns exemplos de pessoas que participaram da ditadura militar, caberia ainda a presidenta Dilma Rouseff, Fernando Henrique Cardoso, Plinio de Arruda Sampaio entre outros.

O objetivo dessa matéria é mostrar que independente do lado que ficamos, se lutarmos com todas as nossas forças e tendo certeza das nossas convicções, acreditando que aquilo é o melhor, teremos um lugar de destaque no cenário nacional.

Felipe Almeida, aluno de jornalismo da UNIARA – flpmaster93@yahoo.com.br

Anúncios