Uma voz feminina na ditadura

Durante a ditadura militar a mulher teve grandes problemas sociais para enfrentar, mas isso não a privou de sair as ruas gritar e CANTAR pelo fim do regime.

Uma da mais belas vozes ja ouvidas na historia da musica brasileira se fez presente e deixou sua marca registrada nessa luta.

Elis Regina, com sua voz doce, se encheu de coragem e fez exatamente o que havia nascido pra fazer. Cantou!! Para o povo, para o questionamento, para a liberdade de toda uma nação.. vamos ouvi-la cantar então!

♫OuçaComABruna    ♫AperteOPlay     ♫Faixa3

O bêbado e o equilibrista

Elis Regina

Caía a tarde feito um viaduto
E um bêbado trajando luto
Me lembrou Carlitos…

A lua
Tal qual a dona do bordel
Pedia a cada estrela fria
Um brilho de aluguel

E nuvens!
Lá no mata-borrão do céu
Chupavam manchas torturadas
Que sufoco!
Louco!
O bêbado com chapéu-coco
Fazia irreverências mil
Pra noite do Brasil.
Meu Brasil!…

Que sonha com a volta
Do irmão do Henfil.
Com tanta gente que partiu
Num rabo de foguete
Chora!
A nossa Pátria
Mãe gentil
Choram Marias
E Clarices
No solo do Brasil…

Mas sei, que uma dor
Assim pungente
Não há de ser inutilmente
A esperança…

Dança na corda bamba
De sombrinha
E em cada passo
Dessa linha
Pode se machucar…

Azar!
A esperança equilibrista
Sabe que o show
De todo artista
Tem que continuar…

Espero que tenham gostado. Nos encontramos na próxima faixa

♫Beijinhos

Bruna Joiozo, estudante de jornalismo da UNIARA – brunajoiozo@hotmail.com

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s